Biografia

Lídia Muñoz tem o curso de Interpretação da Escola Profissional de Teatro de Cascais e a licenciatura em Teatro – Ramo Atores pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Foi assistente de encenação de Diogo Infante “O Ano do Pensamento Mágico”, de Joan Didion, Teatro Nacional D. Maria II e de Marta Dias “Vénus de Vison”, de David Ives, Teatro Aberto. Como atriz trabalhou com Carlos Avilez “Macbeth”, “Muito Barulho por Nada” e “O Comboio da Madrugada”, com João Mota “Não Consigo Compreender Comédias Destas”, com Filomena Oliveira “Frei Luís de Sousa”, com Miguel Graça “onde é que estavas quando te vi pela última vez”, com Ricardo Boléo “Cântico”, “A Morte do Príncipe”, com Rodrigo Trindade e Sara Cecília “Um dia depois de amanhã”, com João de Brito “Atrizes”, com Peter Pina “O Amor”, com Rui Lemos “Lisístrata” e “Os três Porquinhos”, com Alexandre Tavares e Sylvie Rocha “PHOBOS ou os órfãos de amor”, com Sérgio Moura Afonso “Farsa de Inês Pereira”. Protagonizou o filme “De Onde os Pássaros Vêem a Cidade” de André Tentúgal. Em televisão, participou nas novelas “Mar de Paixão” (2011), “Destinos Cruzados” (2014), “A Única Mulher” (2017) e “A Impostora” (2017). Trabalha regularmente como professora de expressão dramática e em dobragens.

GALERIA