Maria Lopes

Artist / Anthropologist / Art Science Curator

Maria Lopes é uma artista plástica, antropóloga e curadora de arte e ciência com um interesse particular na neurociência e na consciência.

Mudou-se para Londres em 1996 para estudar na universidade. Enquanto na Licenciatura de Estudos Europeus apercebeu-se que a Política não era a sua paixão mas sim a Antropologia. Em 2001 começou a pintar e em 2003 foi comissária (curator) da sua primeira exposição. Depois de um período a viajar pelo mundo, voltou para Londres. Em 2007 tirou o Mestrado em Antropologia Social na University College London (UCL).

Com o 'Lancet', a UCL patrocinou a exposição 'The Brain Unravelled' na Slade School of Fine Art em 2009. 'The Brain Unravelled' é uma exposição de arte e ciência que a Maria conceptualizou e da qual foi comissária (curator). Esta exposição junta alguns dos maiores nomes internacionais da neurociência, da antropologia e da arte contemporânea. Foi nesta exposição que a Maria declarou: 'O Dualismo Cartesiano Está Morto. Cogito et Sentio ergo Sum' (Eu Penso e Sinto Logo Existo). A Barbara Follett, Ministra da Educação no Reino Unido na altura, inaugurou a exposição.

Em 2013 Maria foi viajar pela Asia e pela América do Sul durante 9 meses para expandir mais a sua mente e alargar o seu conhecimento. Agora está de volta ao seu atelier em Londres a produzir novas obras. 2018 é o ano das colaborações, sendo a primeira com o Departamento de Neurociência da Universidade de Oxford.


SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

SABIA TUDO O QUE SE PASSA NO MUNDO CATHARTICO